Ô dia...



Hoje não era dia pra sair de casa, mas fui pq não podia faltar mais na faculdade (já tive todas as faltas que tinha direito este semestre). Primeiro, minha filha acordou nervosa, porque dormiu pouco, mas ela sabia que teria de acordar cedo. Até aí tudo bem, já me acostumei com isso; sempre que tenho aula é a mesma coisa.
Logo cedo, quando eu e minha filha estávamos na cantina da facul, veio uma colega minha chata, que nem conversa comigo porque uma vez eu não quis passar cola pra ela, e disse com cara de bruxa invejosa: "A menina me falou que você continuou o estágio lá naquela escola né, que bom que vc conseguiu..." E saiu emburrada. Passei o resto da manhã com "medo" daquela bruxa jogar um feitiço em mim, um mau-olhado, credo! kkk. Depois, durante a aula, "anunciamos" o níver da minha filha na próxima aula e as pessoas nem deram a mínima (pq tem muita gente metida a besta na minha sala, apesar das pessoas legais, que estão sempre comigo). Então, minha filha voltou ao quadro e escreveu que só teria direito ao bolo do seu níver quem levasse presente. Isso é justo! Na saída da facul, encontramos o Fabrício, um amigo meu, que nos "convidou" (entre aspas porque foi um convite mentiroso, pq acho que quem convida para alguma coisa, tem que ser cavalheiro e pagar!) para tomar sorvete na melhor sorveteria de BH, segundo ele. Tá, fomos. Chegando lá, o valor da bola R$4,50 (what??) kkkkkk Tá né, achei q ele fosse pagar! Depois, vem ele insistir: "vamos tomar outra bola?" e eu crente que ele ia pagar mesmo, aceitamos outra bola. Pra quê, né! Na hora de pagar, vem ele olhando pra mim com uma nota de 20,00, e eu tive que pagar o restante. E na cara de pau, ele ainda aceitou o meu troco (que eu disse "pode ficar" esperando que ele dissesse que não precisava, e me devolveria, mas não) e o guardou no bolso. Nossa, que raiva que me deu! Nem um pouco cavalheiro, e eu achando que ele ainda dava pro gasto. Na porta da sorveteria surgiram duas viaturas abordando uma motocicleta com dois caras estranhos, malvestidos. E o policial que desceu de uma das viaturas era lindo, perfeito. Bem, depois peguei o ônibus e vim pra casa. No caminho de casa, dentro do ônibus, levei o maior susto quando 5 favelados entraram pela porta traseira e começaram a falar alto e socaram o teto do ônibus. E aí, chamaram a escolta. Minha filha, que estava sentada no banco de acompanhante de deficiente, correu pro meu colo, pouco mais à frente. Mas enquanto a policia não chegava , ficamos todos "presos" dentro do ônibus, num calor danado, e não podíamos sair enquanto a viatura não chegasse. Mas a polícia demorou tanto, que o motorista ficou com medo de ficar lá dentro com os favelados  e abriu a posta traseira; todos os 5 desceram. Quando o policial chegou, entrou no ônibus e as pessoas disseram que os bandidos já tinha ido embora, e começaram a xingar o motorista, pq não deveria ter aberto a porta para eles saírem antes q polícia chegasse para ver o que tinha acontecido. Um gay q estava sentado do meu lado só ria, e olhava pra mim rindo mais ainda, morrendo de medo; ele quase pulou a roleta e deu o fora kkk. Eu tb estava morrendo de medo, não posso falar nada, mas depois q passa a gente sempre ri. O policial anotou a placa do ônibus e disse que podíamos seguir viagem, já que não adiantaria de nada ele ficar ali. Eu, a esta altura do campeonato já tinha rezado para meu São Bento umas 10 vezes, pedindo para sair dali sã e salva kkk. Na descida do ônibus, tivemos que subir uma passarela, e logo atrás de nós, um cara bêbado falava sozinho. Peguei na mão da minha filha e apressamos o passo. Chegando em casa, tive q chamar na casa da vizinha, pq minha mãe tinha saído e minha irmã estava em casa com as janelas fechadas. Bem, acho que hoje não era dia pra sair de casa mesmo. Bom, pelo menos chegamos em casa sem nenhum arranhão. Ufa! E agora, to com dor de cabeça por causa de tanta confusão. Mas ainda tenho q postar no AVA as atividades dadas na facul hoje...Vamos lá, né!

Comentários

Veja também

Novos gifs fofinhos

Gifs doidinhos