Pensando na vida



Hoje comecei a pensar, lembrando de muitas coisas que já fiz na vida, e não foram poucas. Não sei, mas eu já fiz muita burrada na minha vida. Muita bobagem que não deveria estar no meu livro (aquele livro da história da gente, que Deus escreve) - eu acho que muitas coisas não precisariam estar escrito daquela forma como aconteceram. Eu não sei o que Deus reserva para mim amanhã, espero que seja algo bom, pois hoje estou me sentindo cansada e triste, não sei porque.
Tudo bem que está um calor terrível, e uma dorzinha de cabeça me incomoda, mas não é isso. É que tenho muitas coisas na cabeça e fico o tempo todo anotando o que tenho que fazer, o que já fiz, o que preciso comprar, o que posso deixar pra depois... bom, por isso eu digo que não sei o que me espera amanhã, e gostaria que fosse algo bom. Eu me sinto estranha hoje, não sei se choro pensando nas coisas ruins, se rezo pensando nas coisas boas que posso conseguir, ou se esqueço tudo e vou dormir. O problema é que não posso dormir agora. Amanhã será um longo dia, e o fim desta semana também. Problemas para resolver, prova à fazer e passeios. Coisas boas, chatas, ruins e normais. Debaixo de sol e tudo! Acho que vou ter que rir mesmo. Aproveitando que não to bem hoje, finalizo este post com o texto de um amigo do Facebook e deixo-o aqui, como se fossem minhas as palavras dele:
‎"Ás vezes tenho uma vontade de sumir, de largar tudo pra lá, apenas sumir, sei lá pra onde, não fugir, apenas sumir, como se eu nunca tivesse existido. Sou preso nesses meus “ás vezes” porque são coisas de momento, que vêm, ficam por um tempo e depois vão embora, e quem sabe quando voltam? Uma hora volta, mas a gente nunca sabe quando é. O importante mesmo é não deixar isso subir a cabeça, de que continue sendo coisas de momento, que vêm e que depois junto com o entardecer vão embora, importante é não deixar que o “ás vezes” vire sempre, e que nada mude por causa disso. Todos têm o direito de ter os “ás vezes”, merecemos também, mas só de vez em quando, porque aguentar tanta coisa sorrindo, fingindo que ta tudo bem, aguentar tanta gente falsa, tanta hipocrisia, tanta e tanta coisa e não desistir, não é pra qualquer um não, nem metade das pessoas que eu conheço aguentariam isso tudo... E ainda tem as minhas confusões, aquelas dúvidas que me perseguem, aquelas ideias que dormem comigo, que me deixam confuso e que me fazem se perder comigo mesmo, mas são coisas de momento, assim como os “ás vezes”, não é toda hora não... Também vêm e depois passam, é normal todas essas confusões, eu só gostaria de me perder menos e de que todas essas confusões, ideias, e “ás vezes” fossem mais passageiros, que fossem como uma chuva forte, que de vez em quando aparecem, mas não é sempre, que dá uma assustada quando chega e um alívio quando passa." (Pedro Smarth)

Comentários

Veja também

Novos gifs fofinhos

Gifs doidinhos